quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Pessoas que perderam uma grande oportunidade de aprender

Quando comparamos o que tínhamos anos atrás com o que temos hoje, parece outra vida, uma totalmente diferente. Muitos de vocês que estão lendo este texto vão se lembrar da máquina de escrever e ir para a biblioteca para obter a informação que você precisava. Hoje, a máquina de escrever foi substituída pelo teclado do computador e a biblioteca pela pesquisa do Google. Ainda tenho muitos livros nas prateleiras, mas eu tenho mais livros em meu computador do que eu tenho em minhas estantes. Aprendizagem mudou.
Hoje não temos mais nenhuma desculpa para não aprender. A informação está ao nosso alcance. Com apenas alguns cliques podemos encontrar tudo o que queremos saber. É claro que temos de ter cuidado onde vamos e o que lemos, mas se formos pacientes poderemos encontrar a resposta certa que estamos procurando. Nosso maior desafio é que esperamos uma gratificação imediata. Queremos as coisas agora, não temos tempo a perder ou não queremos gastar tempo procurando as informações. Parece que estamos o tempo todo com pressa.
Outra coisa que trabalha contra nós é o ritmo rápido da Internet. Não temos apenas uma grande quantidade de informações disponíveis para nós, mas esta informação está em alta velocidade. Tudo está em alta velocidade. Não temos tempo para absorver tudo o que podemos ver e ler. Antes que tenhamos tempo para pensar sobre isso nós já mudamos para a próxima página ou site.
No evangelho de Lucas capítulo 10 versículos 38-42, encontramos uma história muito interessante de duas irmãs, Marta e Maria. Marta, provavelmente a irmã mais velha, abriu sua casa para Jesus. Jesus veio, e como era seu costume, Ele sentou e começou a falar e ensinar. Maria, a irmã mais nova, parou tudo o que ela estava fazendo e ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo o que Ele estava dizendo.
Eu não preciso dizer que Marta ficou muito chateada com sua irmã mais nova e pediu a Jesus para fazer alguma coisa. Esta é a resposta que Jesus deu a ela: “Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, estás ansiosa e perturbada com muitas coisas; entretanto poucas são necessárias, ou mesmo uma só; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.” Lucas 10:41-42.”
Marta, com seu hiperativismo não conseguia distinguir o que era importante e o que não era. Ela simplesmente perdeu uma grande oportunidade de aprender com o próprio Jesus. Suas prioridades estavam totalmente embaralhadas. Às vezes vamos de um lugar para o outro, estamos clicando e acessando uma página da Web após outra e não temos tempo para deixar o ensino se aprofundar. Antes que a lição possa nos transformar, nós mudamos de canal, ou nos movemos da página onde estamos para outra.
Isto é o que eu chamo de “Síndrome da Marta”. As pessoas estão demasiadamente ocupadas para aprender, meditar, e absorver o que Jesus está dizendo. Elas não têm tempo para sentar aos pés do Senhor e ouvir.
Quando foi a última vez que você separou um momento para encontrar um lugar tranquilo, acalmar-se, abrir a sua Bíblia, ler e meditar lentamente sobre sua mensagem? A Bíblia não é mais um livro grande e desajeitado para você levar onde quer que vá. Hoje em dia você pode ter a Bíblia nos seus telefones celulares ou “tablets”. Você é como a Marta, que está perdendo uma grande oportunidade de aprender com Jesus?
Tenha uma semana abençoada,

Pastor Lucas

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Pessoas que perderam uma grande oportunidade de adorar

Não sei se essa tradição ainda é válida hoje em dia, mas quando eu era pastor no Brasil, eu não só tive a experiência de ser convidado para pregar, mas também convidei pregadores visitantes para pregar na minha igreja. Claro que se você não fosse um bom pregador o pastor só iria te apresentar e dar as boas vindas, mas você não seria convidado para pregar ou ensinar. Todos nós podemos entender isso. O pastor da igreja tinha a autoridade para tomar essa decisão no hora, sem consultar os líderes da igreja.
Esta tradição tinha alguns aspectos muito bons; o primeiro é que nós, os pastores, tínhamos que nos manter preparados o tempo todo, pois a qualquer momento poderíamos ser convidados para falar. O segundo aspecto bom é que daria à algumas igrejas, principalmente as pequenas, a oportunidade de, de vez em quando ter um pregador bom e famoso pregando lá. O outro aspecto positivo é que manteria a participação nos cultos alta durante o verão, já que nossos membros nunca saberiam quando eles teriam um pregador de surpresa no domingo de manhã ou à noite.
Isto me lembra a história da Ressurreição narrada por João em João 20:19-29. No primeiro dia da semana, e é por isso que nós temos as nossas principais atividades no domingo, Jesus apareceu aos discípulos pela primeira vez, mas Tomé não estava lá. Isto é o que o texto diz: “Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. João 20:24 " Ele perdeu a oportunidade de ver Jesus ressuscitado e adorá-lo.
Todos os domingos, Deus está presente em nossos santuários, não só para ser adorado, mas também para falar conosco, nos tocar e para ouvir as orações do seu povo. As estatísticas nos dizem que uma média de mais de 50% dos membros não frequentam a igreja regularmente. Talvez, como Tomé, eles não acreditam que o Cristo vivo vai estar lá.
Nós nunca sabemos quando Deus terá algo especial só para nós. Nós nunca sabemos quando Ele vai falar conosco de uma maneira específica. Nunca sabemos como Ele vai nos tocar. Na maioria das vezes Deus usa sua Palavra para fazer isso, mas às vezes ele usa o coral, o grupo de música, um cântico, um hino, uma oração, ou um irmão ou irmã para comunicar seu amor, sua graça e sua misericórdia. Mas se não viermos ao culto, como Tomé, perderemos essa grande oportunidade.
Então, meu amigo, faça um esforço extra para ir à igreja e aos cultos, o tanto que você puder. Você nunca sabe o que Deus tem reservado para você.
Tenha uma semana abençoada,

Pastor Lucas

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Pessoas que perderam um grande oportunidade de servir

No início dos anos 80, eu era o pastor de uma igreja de porte médio na capital de um estado muito importante no Brasil. Minha igreja juntamente com outras em parceria com a Mocidade Para Cristo organizou um evento especial para os jovens. Seria numa tarde de sábado. Porque queríamos um evento de alta qualidade, a Mocidade Para Cristo convidou o Rebanhão, uma banda de rock Evangélica muito conhecida. O evento foi um sucesso.
Naquele mesmo sábado à noite, recebi um telefonema do diretor da Mocidade Para Cristo. Ele estava muito chateado e decepcionado. Durante aquela semana inteira ele contactou muitas igrejas da cidade (as maiores) oferecendo o Rebanhão para se apresentar no domingo de manhã. Todas as despesas estavam cobertas, no entanto, ninguém queria tê-los em sua igreja ou envolver-se com eles.
Agora, já era sábado à noite e ele não tinha conseguido encontrar uma igreja para a banda. Eu disse a ele que minha igreja não era a maior da cidade, mas eu ficaria muito feliz em abrir as portas para eles e tê-los em nossas atividades do domingo de manhã. Não preciso te dizer o quão feliz ele ficou quando eu disse isso.
Eles vieram no dia seguinte. Eles instalaram seu próprio sistema de som e instrumentos no nosso templo. Eles dirigiram todo o programa; adoração, pregação, tudo, e eles fizeram muito bem. Fiquei feliz com a oportunidade de servi-los. O que eu não sabia é que aquela banda se tornaria a maior banda de Rock Cristão (Evangélica) na história do Brasil. Para mim, eles eram apenas jovens que queriam tocar e servir ao Senhor. A partir daí começamos uma amizade muito boa.
Você alguma vez já teve a oportunidade de servir alguém, e só depois descobriu que a pessoa era uma pessoa importante? Todos nós, de uma maneira ou de outra, já tivemos neste tipo de situação.
Agora, você alguma vez já perdeu este tipo de oportunidade? Você alguma vez já perdeu a oportunidade de servir alguém, mas você pensou que ele ou ela não era importante, assim sendo você deu uma desculpa esfarrapada e não fez nada, só para mais tarde descobrir que a pessoa era alguém muito importante ou famosa?
“Se arrependimento matasse, eu estaria morto.” Isto é o que nós dizemos quando perdemos esse tipo de oportunidade. Este provavelmente é o sentimento que um fariseu sentiu quando ele percebeu que teve a oportunidade de servir o próprio Jesus, o Messias, o Filho de Deus, e ele deixou a oportunidade passar.
Encontramos esta história no evangelho de Lucas, capítulo 7, versículo 36 a 50. Na maioria das vezes, vemos a história do ponto de vista de uma mulher que ungiu Jesus. Mas essa história é uma ilustração tremenda de uma oportunidade perdida. Foi isto o que aconteceu. Um fariseu convidou Jesus para jantar com ele. Muitas pessoas estavam presentes. Entre eles alguém que não tinha sido convidada, uma mulher com um passado terrível. Ela veio e lavou os pés de Jesus com suas lágrimas, os ungiu e os beijou.
Quando o anfitrião queixou-se, Jesus disse-lhe que ele não tinha oferecido água para Ele, ele não o beijou quando Ele chegou, e nem o ungiu (versos 44-46). Estas práticas eram esperadas do anfitrião, mas aquele fariseu perdeu uma grande oportunidade. Aquela mulher, mesmo com um passado sombrio, aproveitou a oportunidade e serviu o Senhor do universo, o Salvador e o Rei dos reis.
Tenha uma semana abençoada,

Pastor Lucas

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Pessoas que perderam uma grande oportunidade de serem salvas

Ele recusou todos os pedidos dizendo que Deus iria fazer um milagre e salvá-lo. Quando ele chegou no céu com uma fé machucada ele queixou-se: “Eu pensei que Deus ia me conceder um milagre e me salvar, mas estou decepcionado.” Em seguida, ele ouviu a resposta: “Eu não sei porque você está reclamando, nós te enviamos um carro, um caminhão, um barco e um helicóptero.”
Sabemos que a salvação está em Cristo e somente em Cristo. A Bíblia é muito clara quando afirma esta verdade: “E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos. Atos 4:12”
Também sei e entendo que muitas pessoas em nosso mundo não têm as mesmas oportunidades que nós temos aqui. O acesso às informações sobre o Evangelho e com respeito a Cristo são limitadas e em alguns lugares quase inexistente.
Mas, infelizmente, muitas pessoas estão tratando a salvação da sua alma, da mesma forma que o homem em nossa história tratou seu resgate. Elas estão recebendo todas as oportunidades possíveis para ouvir sobre Cristo e recebê-lo como seu Salvador e Senhor, mas elas ainda estão esperando algo acontecer.
Isto faz-me lembrar o tempo quando os fariseus e os líderes que estavam esperando o Messias perguntaram a Jesus por um sinal, e Jesus estava ali na frente deles. Esta é a parte do texto: “A rainha do sul se levantará no juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis aqui quem é maior do que Salomão. Mateus 12:42.”
Deus lhes deu Moisés, Deus enviou os profetas e depois ainda enviou João Batista, e finalmente, Deus enviou seu um e Único Filho. Mas eles simplesmente não puderam acreditar. Isto é o que eles disseram quando Ele estava na Cruz: “E o povo estava ali a olhar. E as próprias autoridades zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou; salve-se a si mesmo, se é o Cristo, o escolhido de Deus. Lucas 23:35”
Meu amigo, nossa geração não tem nenhuma desculpa para oferecer quando chegar a hora de encarar a Deus e seu julgamento. Temos as Escrituras, igrejas, amigos, panfletos, TV, Internet e muito mais. Nós temos sido bombardeados diariamente com a mensagem do Evangelho de Cristo. Provavelmente somos a geração que teve mais oportunidades do que qualquer outro na história teve
A parte triste é que muitos e eu quero dizer, muita gente vai perder a oportunidade que foi gentilmente oferecida a elas. Você conhece alguém que está perdendo esta grande oportunidade? Você é uma delas? Se você conhece alguém que está perdendo esta oportunidade ou se você é uma delas, eu oro para que o Espírito de Deus toque no seu coração e o ajude a entregar sua vida a Cristo.
Tenha uma semana abençoada,

Pastor Lucas